quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Félix

Coisa que ele já sabia era da madrugada que chegava mansa.
Ele era Félix. E pensava cantando, desde criança.
Começou a cantar o pensamento quando sua mãe pedia para ir comprar remédios ou coisas na
vendinha do seu Almir. Acostumou a cabeça e virou natural.
As pessoas não acreditavam e até hoje não acreditam muito, já que é impossível provar uma coisa dessas.
A cada dia sua cabeça pensa um ritmo diferente. Se bem que na maioria das vezes é jazz.
E apesar de ter o pensamento feito música, Félix não toca nenhum instrumento, sequer é uma pessoa afinada ao cantar.
Ele nunca conheceu ninguém com a mesma característica.
Tem dias que acorda de bom humor e então é bem divertido e conta piadas aos colegas do trabalho. As piadas na maioria das vezes são de português. Em parte porque o chefe era português, então ficava mais engraçado.
Félix é uma boa pessoa. Félix pensa cantado, e fala isso pra todo mundo.
E a madrugada que chegou silenciosa, na cabeça dele se encheu de sons Porque ele a percebeu.

Um comentário:

Lilian Chinem disse...

Muito muito bom, menino!

Adorei o Pensar cantando...e a madrugada..mas tem também um jeito muito direto de dizer as coisas, que, engraçado, acabou deixando algo suspenso e tenso e especial no ar...
Depois te digo mais coisas,e quero ouvir tbm.

Bjim!